quinta-feira, 16 de maio de 2019

Leituras....

Hoje abri o goodreads e constato que estou a ler um livro com umas "miseras"194 páginas há quase 10 dias!
Não sei se sou eu que ando com falta de vontade de ler ou se é o livro que me está a dar falta de vontade de o ler...
É um livro de memórias, talvez demasiado intimista para o meu estado de espírito actual... sim, deve ser isso, o momento não é propicio à sua leitura.

No entanto tenho em casa dois outros livro à minha espera, talvez a solução seja trocar de livro e colocar este uns tempos à espera de maiores inspirações.

quinta-feira, 9 de maio de 2019

Opinião: Sonhos Malditos, de Carina Rosa (conto)


Foi o meu segundo contacto com esta autora, o primeiro foi um pequeno romance, A Rapariga do Lago, o qual recomendo a leitura.

Em Sonhos Malditos a temática é muito diferente, trata-se de uma rapariga feiticeira/bruxa, Teresa, que por um acaso (ou talvez não) reencontra um amor de infância, o Henrique.

É um conto dentro da temática fantasia/sobrenatural, onde surgem premonições, objectos voadores,espíritos que se manifestam e até uma ressuscitação.

Achei o conto interessante e bem contado, no entanto penso que falta algo, talvez o desenvolver mais a história e as personagens. Fiquei com a sensação que tudo acontece demasiado rápido e que a história acaba por ser contada de forma muito superficial.

Uma vez que se lê rápido, acaba por ser bom para entreter e ler numa qualquer pausa ao longo do dia.
⭐⭐⭐

quarta-feira, 8 de maio de 2019

Opinião: A Vidente, de Lars Kepler

Este é o 3º livro da saga Joona Linna e o 4º que leio, de um conjunto de 7:




  • O hipnotista (lido, mas sem opinião no blog) ⭐⭐⭐⭐
  • O executor (lido, mas sem opinião no blog)⭐⭐⭐
  • A vidente
  • O homem da areia⭐⭐⭐⭐⭐
  • Stalker
  • O caçador
  • Lazarus (disponível a 16 de Maio) 







O primeiro que li foi O homem da areia e adorei (dei a classificação máxima no goodreads), pelo que resolvi comprar os livros da saga e começar do inicio.
Achei O hipnotista muito bom, já o segundo penso que foi um pouco inferior (mas uma leitura agradável e um bom enredo).
Já este livro "A Vidente" foi uma excelente surpresa. O crime é horrendo, com boas descrições visuais, os capítulos são curtos, imprimindo muita dinâmica ao livro.
Estamos quase no final do livro quando o/a autor/a do crime começa a ser desvendado, numa reviravolta que à partida não era esperada mas que acaba por fazer sentido.
Nas últimas páginas (talvez 100) ficamos a saber um pouco mais da vida anterior de Joona Linna e o que aconteceu à esposa e filha, o que acaba por ser um prólogo para o livro seguinte.
Um livro que eu li em 4 dias, muito devido à história que nos prende, mas também ao facto de ter capítulo curtos e uma escrita fluída, sem grande "salamaleques". 



terça-feira, 7 de maio de 2019

Opinião: Malditos, histórias de homens e de lobos




Um pequeno livro, de não ficção (romanceada) que fala de lobos, da sua relação com o homem.
Ao ler senti quase como se estivesse a ver um documentário sobre esta espécie e sobre a vida numa serra, algures no norte de Portugal.
São somente 72 páginas, pelo que o tema não é muito aprofundado, mas considero uma boa leitura, para iniciar ao tema ou, no mínimo, ficarmos com uma ideia geral da problemática: a protecção de uma espécie ameaçada e a sua relação com quem (ainda) habita naquelas regiões.
Recomendo a leitura, até porque o preço é simpático e a FMS tem muitas vezes os livros em promoção.

⭐⭐⭐⭐

sexta-feira, 3 de maio de 2019

Resumo de Abril

Se Março foi um bom mês de leituras, Abril não se ficou atrás pois terminei 8 livros, dois quais 2 eram de contos:

- Um total de 2134 páginas lidas
- 5 autoras femininas, 3 autores masculinos
- 7 nacionalidades: Portugal, EUA, Dinamarca, Ucrânia, África do Sul, Espanha, França
- 1 leituras de 5 estrelas (A Grande Solidão), 6 de 4 estrelas (As máscaras do Destino, A mensagem na Garrafa, Vozes de Chernobyl, Impressão Indelével, A Carne, Princepezinho) e 1 de três estrelas (A gente de July).

Comecei já no final do mês (dia 28) um outro livro, que terminei ontem. Mas por uma questão de coerência irei inclui-lo nas leituras de Maio.

terça-feira, 30 de abril de 2019

Opinião: A Grande Solidão, de Kristin Hannah




O que dizer sobre um livro que me fez chorar? Que, depois de o terminar, me fez estar um dia inteiro sem ler mais nada, como se estivesse a fazer um luto pelas personagens?
Existem livros assim, que nos fazem mergulhar na história, sofrer com as personagens e quase desejar entrar pelas páginas dentro e abanar algumas delas, em que desejamos chegar depressa ao final porque, caramba, o livro tem de ter um final feliz e eu quero ler esse final!
Fala sobre violência doméstica, sobre o amor, sobre pessoas marcadas pela guerra e malucos da conspiração. Tem também uma componente de que gosto particularmente, a vida em ambientes mais inóspitos, onde é preciso trabalhar para sobreviver.
Foi uma grande leitura, fiquei com vontade de lar mais da autora (dizem que O Rouxinol é tão bom ou melhor do que este).
Li no âmbito do projeto da Dora Santos Marques #projectokristinhannah (se bem que serviu também para a #MLVoltaaoMundo15)

sábado, 27 de abril de 2019

Opinião: O Principezinho, de Antoine de Saint-Exupéry


É com alguma vergonha que assumo: foi preciso chegar aos 40 anos para ler este pequeno grande clássico!
Através de uma história muito simples, mas cheia de metáforas, o autor leva-nos a pensar na nossa atuação enquanto pessoas, o  fazermos algo só porque sim, porque sempre fizemos dessa forma, o querer dinheiro só para comprar algo, o nunca estarmos satisfeitos, a necessidade de satisfazermos o nosso ego...
Ao mesmo tempo, fala-nos de amor, do amor que se vai conquistando, do amor que por vezes só nos apercebemos tarde de mais, dos sacrifícios que fazemos por amor.

Claro que adorei o livro e acredito que uma releitura me traga novas perspectivas sobre o que é transmitido pelo autor.


“Só se vê bem com o coração, o essencial é invisível aos olhos.”